Vídeos longos são uma boa estratégia para os negócios?

By 26 de julho de 2014 Não categorizado

FONTE: http://sambatech.com/blog/

Amigos,

Já respondemos aqui no Blog a “million dolars question” que é qual a duração ideal de um vídeo. Recapitulando rapidamente: o suficiente para atingir um ponto ou contar uma história. Mas falando o bom português, o que é melhor para os negócios, vídeos curtos ou longos?

Hoje vamos falar sobre os vídeos de longa duração. Antes de mais nada, o IAB considera um long-term video aquele que tem mais de 10 minutos. Mas esse, na verdade, é um conceito muito subjetivo porque o seu conceito de longo pode ser diferente do aqui colocado pelo IAB. A primeira vista, vídeos mais longos podem transmitir mais conteúdo, mas os vídeos curtos são os que engajam mais os usuários.

O gráfico acima ilustra bem essa conclusão: vídeos com menos de 1 minuto têm uma curva muito menos inclinada, com a rejeição de apenas 20% na metade do vídeo e quase 60% assistindo o conteúdo até o final. Quando analisamos conteúdos com mais de 10 minutos observamos que os usuários deixam de assistir o vídeo com menos de 1/5 de duração. Vídeos com +60 minutos conseguem fazer com que apenas 10% dos usuários assistam até o final. Ou seja, vídeos mais curtos conseguem ter uma maior taxa de retenção (ou conseguem ser mais engajadores).

Para comprovar essa tendência resolvemos abrir os reports do Samba Videos, nossa plataforma, e analisar esse métrica em 4 vídeos produzidos pela Samba com durações diferentes.

No vídeo do nosso hotsite de EAD, que tem a duração de 40 segundos, mais de 85% dos usuários ficam engajados com o vídeo até 1/3 da sua duração.

No vídeo sobre a nossa solução de Comunicação Corporativa, que tem a duração de 2 minutos, temos um comportamento semelhante com uma retenção média de mais de 65%.

Já em um vídeo de mais de 4 minutos, com o screencast da área de Conteúdo do Samba Vídeos, percebemos que ao chegar na metade do conteúdo, temos mais de 50% da audiência deixando de assistir o vídeo.

Quando analisamos o vídeo de quase 18 minutos, o videocast do 3º Turno, a curva de rejeição é bem mais acentuada. Com quase 3 minutos de duração temos apenas pouco mais de 25% dos usuários engajados com o conteúdo.

Nota: As variações ascendentes ao longo da linha de engajamento do usuário são devido as mudanças na barra de seek, ou seja, trechos do vídeo que o usuário voltou o conteúdo para visualizar novamente.

No nosso último post divulgamos um insight interessante de que PC’s são as plataformas mais utilizadas para consumo de vídeos de curta duração, e mais surpreendente é que o oposto também é verdadeiro: vídeos de longa duração são mais assistidos em mobile devices.

Se compararmos desktop, tablet e mobile, vídeos de mais de 10 minutos representaram 47% de todo o consumo de vídeos no Q1 de 2013!

Esses dados mostram que long-term videos, ao contrário do senso comum, são sim excelentes formas de comunicação. Mesmo se formos analisar pela via do “engajamento”. Se seus usuários estão assistindo 60% do seu vídeo de 30 segundos não quer dizer que ele é mais engajador do que 40% do conteúdo de 10 minutos. O usuário que assiste seu vídeo longo é alguém que realmente se interessou pela sua mensagem, o que é muito mais válido do que 1.000 pessoas que assistiram os 3 primeiros segundos de um vídeo curto e foram embora.

Concluímos que vídeos logos, apesar de serem mais “trabalhosos” para os usuários, tendem a ser a melhor estratégia para explicações mais detalhadas – e sem dúvidas, geram seus maiores fãs!

Fato é que independente da duração do seu conteúdo, a melhor tecnologia para fazê-lo tocar com qualidade é o Samba Videos. Na nossa plataforma você tem um gerenciamento profissional e ainda pode tirar suas próprias conclusões – através do módulo de Analytics – dos seus vídeos.