Marcas da Alma: uma viagem pela cultura afro-brasileira através das marcas corporais.

Realizada na Caixa Cultural do Rio de Janeiro, entre os meses de novembro e dezembro de 2011, trazia pela primeira vez ao público a coleção arqueológica do Sítio São Francisco, em São Sebastião/SP. Tal coleção é um dos conjuntos mais importantes para o passado da presença africana no Brasil e suas permanências. A exposição trazia, ainda, as fotografias de escravos no Rio de Janeiro de Christiano Jr. pertencentes ao Arquivo Noronha Santos do IPHAN, e a sonorização original composta pela Jacarandá. A exposição teve a curadoria do arqueólogo Prof. Dr. Wagner Gomes Bornal. Produção: Conceito Humanidades