Confira 3 dicas para saber a duração ideal de um vídeo de treinamento

By 26 de julho de 2014 Não categorizado

FONTE: http://sambatech.com/blog/

duracaocerta-06

Você certamente já ouviu que um discurso deve ser como um biquíni: curto o suficiente para prender a atenção, mas com comprimento capaz de cobrir o essencial. Com os vídeos acontece a mesma coisa. E a duração é um dos fatores essenciais para seu sucesso. Sem dúvida você já saiu do cinema achando que o filme poderia ter uns 20 minutos a menos. Também já compareceu a uma aula com um professor apressado e hiperativo da qual todo mundo saiu sem entender nada. Você não quer que nenhuma dessas situações aconteça com seus funcionários ou clientes, certo?

Confira três orientações para saber a duração certa dos seus vídeos de treinamento.

1 – Saiba a duração antes de gravar

O diretor de cinema e o produtor de televisão saem a campo com uma ideia aproximada do tamanho do produto final. Na ilha de edição, o vídeo pode diminuir ou esticar em alguns minutos ou segundos, mas isso não importa se a gravação for pensada na escala certa. Não adianta pensar que uma aula que, presencialmente, dura 50 minutos pode ser simplesmente editada num vídeo de 3 minutos.

Uma boa forma de manter o vídeo de treinamento no tamanho certo é incluir uma introdução (pense nos vídeos do Telecurso 2000), do tipo: “neste vídeo você vai aprender que…” e enunciar de uma a três lições.

Vale conferir: Como encantar seu espectador nos primeiros 20 segundos. 

2 – Pense se a instrução é repetível

Um dos vídeos mais populares da internet, ensinando a dar um nó de gravata, tem menos de dois minutos de duração. Muito provavelmente você não conseguirá fazer o nó ao fim da primeira visualização. Mas o vídeo tem o grande mérito de ser um professor com paciência infinita, que pode ser repetido inúmeras vezes. Se seu vídeo de treinamento serve para desenvolver algo específico, com começo, meio e fim, faça-o bem curto e deixe o aluno repetir se precisar. Um exemplo: um curso sobre um programa de planilhas (como o Excel) pode ter dez vídeos de até dois minutos, cada um ensinando uma pequena tarefa.

Isto também pode lhe agradar: Como entender (e melhorar) a retenção do seu público em vídeos online

3 – Faça um replay nas instruções complexas

O dançarino Robert Taylor Jr. ensina como dançar a primeira parte da coreografia de “Billie Jean”, um dos grandes sucessos de Michael Jackson. O vídeo mostra apenas os 30 primeiros segundos da música, antes de Michael sequer começar a cantar. E são vários e vários movimentos ao mesmo tempo. Quanto tempo dura o vídeo? Quase 4 minutos. É oito vezes o tempo que leva para se executar a coreografia perfeitamente, mas mesmo um estudante de dança precisará ensaiar muitas vezes antes de poder fazer os movimentos com alguma competência.

Um dos méritos do vídeo de Robert é parecer-se com uma aula de dança normal, com repetições pausadas e explicações. Mas ele sabe que não precisa forçar a barra e falar a mesma coisa 20 vezes, porque no mundo dos vídeos de treinamento cabe ao aluno dar o replay.

(Faça o download gratuito do White Paper “Como economizar no treinamento corporativo com vídeos online. Link direto abaixo)

Tenha em mente a complexidade do treinamento que você quer passar e leve isso em conta ao determinar a duração do seu vídeo. Não se preocupe em repetir várias vezes o mesmo passo. Ao se depararem com instruções mais complicadas, quem estiver assistindo pode repetir aquele pedaço até compreender o que precisa ser feito.